Noticias

CEDSIF, IP, participa da 11ª Edição da Feira MozTech

O CEDSIF,IP participou, no âmbito da realização da 11ª Edição da Feira MozTech que decorre desde ontem dia 5 até ao dia 7 de Junho, na Arena 3D na Katembe, num Painel de debate sobre o tema “Segurança e privacidade na era da conectividade”.

O evento que, por excelência, apresenta, debate e expõe sobre a tecnologia de Moçambique, teve como lema para este ano, a “Cibersegurança – o futuro da transformação digital”.

A organização do evento, trouxe a ideia de que a conectividade, trouxe avanços significativos para Moçambique, facilitando a comunicação, promovendo o desenvolvimento económico e possibilitando novas oportunidades educacionais e sociais. Entretanto referiu que, com esses avanços também surgiram desafios relacionados à segurança e privacidade. A crescente digitalização e o uso extensivo da Internet e dispositivos conectados expõem os cidadãos e as instituições a riscos como ciberataques, roubo de dados e violações de privacidade. Assim e com vista a trazer a debate esta tese, convidou oradores conceituados e especialistas em matérias de tecnologias de Informação, num painel que visava discutir as principais preocupações e soluções em torno da segurança e privacidade no contexto moçambicano, explorando as políticas, tecnologias e práticas necessárias para garantir uma era digital segura e confiável para todos, painel do qual o Presidente do Conselho de Administração do CEDSIF, IP, Manuel dos Santos fez parte .

No evento, o CEDSIF, IP esteve representado, para além do seu PCA, pelo Administrador Executivo João Alguineiro, pelos Directores de Serviços, Nercénia Mbie, Carlos Fafetine e Hermes Guluve, e outros técnicos de áreas de interesse sobre o tema.

Dos Santos, apontou a cibersegurança e a privacidade de dados como um tema muito complexo pois o quesito segurança, não se providenciam por si mesmo, é preciso que as pessoas estejam consciencializadas sobre a responsabilidade que recai sobre si, para as práticas do uso da tecnologia e que, as instituição, por sua vez, tem um papel crucial na matéria. Referiu como exemplo que, cada instituição que usa sistemas informativos deveria investir 10% no mínimo para a questão da segurança. Indicou que o CEDSIF, IP, em particular dá bastante primazia ao factor humano. Partilhou que, para além disso, o CEDSIF, IP,  adoptou a Norma ISO 270001 para segurança dos sistemas de Informações, a Norma  ISO 22301 para continuidade de negócio, e a cibersegurança é tratada através da Norma ISO 2700032 e essa foi a forma  proactiva que o CEDSIF, IP teve para garantir  segurança.

Respondendo a questão sobre “como as políticas governamentais actuais abordam a segurança e privacidade digital em

Moçambique,” apontou como um dos exemplos, o reforço da questão segurança, o aviso n° 2 , do Banco de Moçambique, lançado a 24 de Março que impõe que todas as empresas ou instituições que operam no ecossistema financeiro, desde bancos, instituições de moeda eletrónica entre outras, devem criar condições de passar a dispor de um COS (Centro de Operações de Segurança). Estas normas, são as saídas que buscam cumprir requisitos de segurança. Referiu ainda que existem bastantes resoluções nacionais e internacionais como directrizes de redução de riscos de segurança.

 

Pesquisa


Destaques


CEDSIF, IP, participa da 11ª Edição da Feira MozTech ler mais
CEDSIF, IP participa no 2º Fórum de Governação Financeira ler mais
MEF lança Portal de Gestão de Activos ler mais
i-CEDSIF TRIMESTRE I 2024 ler mais
CEDSIF, IP premiado com Produto do Ano ler mais
Mensagem do CEDSIF,IP por ocasião do dia Internacional do Trabalhador ler mais
CEDSIF,IP- FELIZ EID UL FITR ler mais
Feliz Dia da Mulher Moçambicana ler mais